Conecte-se Conosco

Cultura

Livro ‘E se fosse você?’ discute o bullying e a violência nas escolas

Publicado

em

O bullying é uma questão atual que ganha cada vez mais relevância nas escolas e no dia a dia de crianças e adolescentes. Quase toda semana nos surpreendemos com casos de jovens que protagonizam ataques em escolas, alguns com desfechos trágicos, infelizmente. O mais recente que ganhou as manchetes do país foi o caso do aluno que matou a professora a facadas, em uma escola em São Paulo. Geralmente, por trás dos ataques, há marcas no passado relacionadas ao sofrimento por bullying. 

O assunto deve ser tratado na escola, envolvendo alunos, educadores e as famílias. E a literatura infantil pode ser um caminho para ajudar no debate e na reflexão. Um bom livro que aborde o tema de maneira sensível pode levar a criança a desenvolver emoções, sentimentos e a entender as causas e consequências do bullying.

Para despertar a importância deste tema, aproveitamos a data de 7 de abril – Dia Nacional de Combate ao Bullying e à Violência na Escola – para falar do papel da literatura neste tema. E que tal conhecer algumas obras? O livro “E se fosse você”, assinado pela autora Anete Lacerda, da editora Colli Books, aborda o assunto de forma leve e didática.

O livro paradidático traz a história de Lili, uma menina feliz que adorava brincar com seus irmãos no belo quintal de casa. Mas quando precisou frequentar a escola, algo muito ruim começou a acontecer: o terrível bullying praticado por alguns colegas. A tristeza tomou conta da menina, até que algumas atitudes foram adotadas. 

Com ilustrações de Fernando Hugo Fernandes, sua leitura serve para qualquer pessoa que se preocupe com o outro e queira um mundo melhor para todos. A personagem Lili pretende, com sua história, ensinar as pessoas a terem mais empatia, além de ser uma ótima opção de leitura na escola e na família.

“Se quisermos mudar o mundo, precisamos trabalhar com as crianças. O ambiente escolar, por si só, é local de grande aprendizagem. Mas também onde essas práticas acontecem com muita frequência. Aconteceu comigo num tempo em que não se discutia, ou se desconhecia e até ignorava esses temas, e isso me fez muito mal. Espero que os professores tenham um material que lhes permita conversar francamente com os alunos. Que eles entendam que a diversidade tem que ser respeitada”, afirma Anete. 

Todos os livros da editora podem ser encontrados facilmente no Brasil, na Europa, e no mundo todo nos principais sites de e-commerce no formato impresso e e-book. Seguem alguns exemplos de lojas: Colli Books, Amazon, Wook, Fnac, Americanas, Submarino, entre outros.

Continue lendo
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

Quatro motociclistas desafiam a gravidade no Globo da Morte do Gran Circo Norte Americano

Publicado

em

De

Em Goiânia até o final de abril, o Gran Circo Norte Americano apresenta um show imperdível para todas as idades

O Globo da Morte, uma das atrações mais emocionantes dos circos, surgiu no final do século XIX, na Europa. Desde as primeiras apresentações, que tinham apenas um único motociclista, a popularidade da atração cresceu rapidamente, e logo se espalhou para os circos de todo o mundo. Em Goiânia, a tradição circense se junta à tecnologia moderna no Gran Circo Norte Americano, e quatro corajosos motociclistas fazem a alegria do respeitável público.

Um dos destaques do espetáculo, os motociclistas entram em um globo de aço girando em alta velocidade e realizam manobras que desafiam a gravidade e o bom senso. A sincronia entre os pilotos e a velocidade estonteante garantem momentos de pura emoção e deixam crianças e adultos de olhos atentos no palco.

Vale lembrar que os profissionais são altamente treinados, usam capacetes e roupas especiais. O globo mede cerca de 3 metros de diâmetro e o espetáculo é completado com luzes e músicas hipnotizantes. Lá dentro os veículos chegam a até 100 quilômetros por hora.

Com um show que entrega diversão para todas as idades, o Gran Circo Norte Americano está em curta temporada em Goiânia durante o mês de abril, com promoção limitada, de meia entrada para adultos e crianças na área lateral.

A trupe é composta por artistas internacionais que já viajaram por toda América Latina, reunindo milhares de pessoas na tenda que agora, se instala na Capital. No picadeiro, malabaristas, palhaços e contorcionistas garantem a diversão de toda a família. Em todos os momentos, a tradição circense se junta à tecnologia moderna em um show de luzes e efeitos especiais.

O espetáculo é uma viagem inesquecível ao mundo do circo tradicional, ancorado na experiência de mais de 150 anos da família Stevanovich, que está na 6ª geração do Circo.

Serviço:
Curta Temporada: Abril
Local: Av. Rio Verde, ao lado do Buriti Shopping
Ingressos:
Lateral: R$ 30 (Promoção limitada: todos pagam meia no setor lateral)
Central: R$ 40
Vip Lateral: R$ 50
Vip: a partir de R$ 60
Inteira: consultar valores na bilheteria ou site. Todos estão sujeitos a alteração.
Compra online: https://www.guicheweb.com.br/
Terça à Sexta: 20h
Sábados: 16h, 18h e 20h
Domingos e Feriados: 16h, 18h e 20h
Têm direito à meia entrada:
Crianças de 2 a 12 anos, idosos e estudantes com carteirinha.
Menores de 2 anos não pagam.

Fotos: Letícia Coqueiro

Continue lendo

Cultura

Ação Educacional Indígena: A Casa de Bambas promove ações especiais para o mês dos povos Indígenas

Publicado

em

De

O dia 12 de abril, contará com muita cultura e conhecimento aos jovens e crianças de Cordovil. É que A Casa de Bambas, instituição que promove o resgate da cultura indígena e afro-brasileira, com educação antirracista através de diferentes práticas multiculturais educativas a jovens em vulnerabilidade social, promoverá atividades de arte, cultura indígena e capoeira gratuitas. Interessados em conhecer mais sobre a comunidade indígena poderão se inscrever gratuitamente. A programação pode ser conferida no Instagram @acasadebambas.

As atividades contam com o apoio do Governo Federal, Ministério da Cultura, Prefeitura da Cidade do Rio, e Secretaria de Cultura e começam às 17h, com oficina de pintura orgânica indígena, ministrada por Ana Kariri, uma das principais líderes indígenas de sua etnia, também artista e poeta. Às vésperas da data que celebra o povo indígena, Ana, falará da cultura indígena dos povos nativos do Brasil, destacando a pintura e as tradições Kariri.

A ação faz parte do retorno do projeto “Indígenas: arte e cultura dos nativos do Brasil”, que contou com feira e evento no Museu de Arte do Rio, no ano de 2023. O projeto trouxe grande relevância a população, que recebeu menção no material didático dos alunos do terceiro ano da rede municipal de ensino, no segundo semestre do ano passado.

 Mestre Jagunço, capoeirista a frente da A Casa de Bambas, dentre outros grandes projetos, revela que nesta edição a cultura indígena de forma ainda mais rica e abrangente.

“Já pensou aprender a falar o idioma Tupi? Além das oficinas e atividades de contação de histórias, traremos o curso da a língua indígena clássica do Brasil, que teve grande importância na construção espiritual e cultural do país para crianças e jovens, além de eventos com palestras, apresentações culturais e feira de arte indígena. Promovendo a valorização da cultura indígena e das tradições ancestrais.   Não Percam”, conta.

Roda de Capoeira se une a famosa Moqueca do Jagunço na programação de abril

Já às 18h30, na A Casa de Bambas promoverá uma animada roda de capoeira, comandada pelo contramestre de capoeira Wagner da Silva, conhecido como “Sombra”, do grupo Terra Nossa, uma das revelações da nova geração. Os capoeiristas e admiradores da capoeira, poderão vivenciar a luta, a dança e a alegria contagiante que uma roda apresenta. Ao ritmo envolvente do berimbau e do atabaque, e ao som das letras que inspiram aos capoeiristas, a roda promete trazer muita energia, criando uma sensação única de pertencimento.

Fundador do Projeto Somos Sementes, que oferece aulas de capoeira, maculelê, jongo e samba de roda, no bairro de Vicente de Carvalho, de forma gratuita para a população do bairro, Wagner revela que seu propósito com a capoeira, é contribuir para a inclusão e transformação sociocultural, estimulando a diversidade cultural, a sociabilização, ampliar o universo de conhecimento da comunidade e fortalecer a autoestima coletiva da sociedade, atingindo o maior número de pessoas possíveis.

No mesmo dia, após a roda, às 19h30, acontecerá a tradicional Moqueca do Jagunço, um evento tradicional, já conhecido por capoeiristas cariocas, que convida não só capoeiristas, como entusiastas da capoeira a ouvir as histórias de seus “griots”, guardiões da história e da memória, que compartilham seu saber na arte capoeira através da oralidade, enquanto, Mestre Jagunço prepara a sua Moqueca, receita tradicional que ele trouxe de sua família (Indiaroba / SE).

 

Serviço:

Programação:

 

Dia: 12 de abril

 

Oficina de Arte Indígena com Pintura Orgânica

Horário:17h

 

Roda de Capoeira

Horário: 18h30

Moqueca do Jagunço

Horário: 19h30

Local: A Casa de Bambas

Endereço: Estrada do Porto Velho, 199 Cordovil – Rio de Janeiro – Rj

Continue lendo

Cultura

Redação nota mil: professora revela estratégias para alcançar a pontuação máxima no ENEM

Publicado

em

De

Segundo Dayane Alemar, fundadora da Salinha, com habilidades de escrita, argumentação e uma rotina de estudos personalizada, é possível obter sucesso na prova

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é uma das principais portas de entrada para o ensino superior no Brasil, e sua redação representa um desafio para milhões de estudantes todos os anos. Entre os aspirantes a uma vaga nas universidades, existe uma pergunta constante: “É possível tirar nota mil na redação do ENEM?”.

A obtenção da nota máxima não é uma tarefa fácil, mas tampouco é um feito impossível. A pontuação máxima representa não apenas domínio técnico da língua portuguesa, mas também capacidade de argumentação, coesão textual e, sobretudo, compreensão e desenvolvimento do tema proposto.

Dicas nota mil

De acordo com a Professora Dayane Alemar, fundadora da Salinha, um curso preparatório pré-vestibular com uma trajetória de sucesso e expertise comprovada, antes de iniciar a redação, é crucial compreender plenamente o tema proposto e delimitar sua abordagem. “Isso envolve a análise cuidadosa dos textos motivadores e a reflexão sobre suas implicações sociais, culturais e políticas”, revela.

Para Dayane, uma redação bem-sucedida no ENEM deve seguir uma estrutura clara e coesa, composta por introdução, desenvolvimento e conclusão. “Cada parágrafo deve contribuir para o desenvolvimento progressivo da argumentação, mantendo a coesão e a coerência textual”, pontua.

A construção de argumentos bem fundamentados e uma boa variedade vocabular são essenciais para uma redação bem avaliada. “O estudante deve utilizar dados, exemplos e referências pertinentes para embasar suas ideias e reforçar sua posição. Além disso, demonstrar domínio do vocabulário e da norma culta da língua portuguesa é um critério avaliado na correção da redação. Usar termos e expressões adequadas ao contexto, evitando repetições excessivas e clichês linguísticos é fundamental”, declara.

Rotina personalizada

A professora acredita que uma das chaves para o sucesso na redação do ENEM é uma rotina de estudos personalizada e bem estruturada. “Cada estudante possui habilidades, conhecimentos e desafios únicos, e é importante adaptar o plano de estudos de acordo com suas necessidades individuais”, relata.

Segundo Dayane, essas são algumas dicas capazes de maximizar a rotina de estudos:

  • Identificação de pontos fracos: Isso pode envolver a análise de redações anteriores, feedback de professores ou mesmo a realização de exercícios práticos;
  • Estabelecimento de metas: Definir objetivos de curto, médio e longo prazo, acompanhando o progresso de forma regular;
  • Diversificação de recursos: O aluno deve experimentar diferentes abordagens e técnicas de escrita, identificando aquelas que melhor se adaptam ao seu estilo e ritmo de aprendizado.

Para a fundadora da Salinha, os cursos pré-vestibulares desempenham um papel crucial no processo de preparação. “A maioria dos alunos que alcançam a nota máxima na redação do ENEM possui algum tipo de preparação adicional, seja por meio de cursos presenciais ou online”, revela.

Além de acompanhamento especializado, simulados e aulas práticas, os cursos são essenciais para maximizar a motivação dos alunos. “São soluções que oferecem um ambiente encorajador, onde os alunos podem compartilhar experiências, trocar ideias e receber apoio de professores especializados durante o processo de preparação”, pontua.

Embora alcançar a nota mil na redação do ENEM seja um grande desafio, não é uma meta inatingível. “Com dedicação, estratégia e uma rotina de estudos personalizada, é possível não apenas obter sucesso na prova, mas também desenvolver habilidades de escrita e argumentação que serão valiosas ao longo da vida acadêmica e profissional”, finaliza.

Sobre a Salinha de Dayane Alemar

A Salinha de Dayane Alemar é mais do que um simples curso pré-vestibular. Com uma trajetória de sucesso e expertise comprovada, o curso preparatório está pronto para transformar o futuro dos alunos, prepará-los para brilhar nos vestibulares e conquistar seu sonho de aprovação mais rápido do que em métodos tradicionais.

A equipe conta com professores que, além de altamente qualificados, são apaixonados pelo que fazem e estão comprometidos em ajudar os alunos a conquistarem seus objetivos, proporcionando uma educação de excelência e uma experiência de aprendizado inspiradora.

Para mais informações, acesse as redes sociais em @profdayanealemar.

Sobre Dayane Alemar

Dayane Alemar é professora de Química e fundadora do pré-vestibular Salinha Dayane Alemar, mais que um pré-vestibular, que se destaca pelo número de aprovações e a velocidade que os alunos conseguem conquistar a tão sonhada aprovação.

A Salinha Dayane Alemar já conquistou mais de 1.200 aprovações só no curso de medicina nos últimos 6 anos, além de uma comunidade de mais 70.000 seguidores no Instagram onde compartilha a sua metodologia única. Após trabalhar durante anos em escolas e pré-vestibulares tradicionais, entendeu a importância de desenvolver uma metodologia que diminuísse o tempo para a conquista da aprovação.

Com essa metodologia inovadora e única transforma completamente não apenas a performance dos alunos mas também os seus resultados através de uma estratégia certa para cada objetivo.

Continue lendo

Destaque