Conecte-se Conosco

Música

Janderson Moraes: o retorno triunfante ao mundo da música sertaneja

Publicado

em

Reencontrando as Raízes: O Impacto das Influências Musicais na Carreira Solo

No cenário musical brasileiro, há histórias que se entrelaçam com a vida pessoal e artística de artistas que, mesmo diante de desafios, encontram forças para retomar suas paixões. Este é o caso de Janderson Moraes, um talentoso cantor sertanejo que decidiu escrever um novo capítulo em sua carreira musical.

Natural de Maringá, PR, Janderson, aos 35 anos, carrega consigo não apenas a experiência de um músico dedicado, mas também o título de pai de três filhos e esposo de uma família abençoada por Deus. A música, entretanto, é uma constante em sua vida desde os 11 anos, quando começou a tocar violão.

Aos 17 anos, Janderson tomou uma decisão corajosa: dedicar-se profissionalmente à música. Aos 20, iniciou seu primeiro projeto como parte de uma dupla sertaneja que deixou sua marca por 8,5 anos. Com músicas conhecidas e apresentações em eventos renomados, como a Barraca Universitária de Maringá-PR e a Festa do Peão de Barretos em 2016, a dupla conquistou seu espaço.

Entretanto, em 2016, diante de desafios pessoais, Janderson fez uma escolha difícil: encerrar sua carreira para priorizar seu casamento e sua família. Oito anos se passaram, e sua vida pessoal se transformou de maneira positiva.

Janderson começou a tocar violão aos 11 anos e, aos 17 anos, teve o primeiro contato com a viola caipira, apaixonando-se por ela. Seu pai, sabendo da paixão do filho, comprou-lhe a primeira viola. Desde então, passou a estudar esse instrumento tão bonito, representativo da cultura caipira e sertaneja do nosso país. Participou de torneios de violeiros, conquistando troféus e medalhas.

Em um momento inesperado, um desejo ardente despertou em Janderson: o retorno à música sertaneja. Movido pela paixão pelas raízes do sertanejo e influências de grandes artistas, como João Paulo e Daniel, Zezé Di Camargo e Luciano, e outros, Janderson decidiu retomar sua carreira, desta vez em carreira solo.

Sua proposta musical é clara: resgatar o amor tradicional entre um homem e uma mulher, com a autenticidade do sertanejo e a emotividade do country. Janderson Moraes se propõe a contar uma nova história, evidenciando que é possível recomeçar e seguir os sonhos.

Com seu bordão característico, “Arrocha o Buriti,” Janderson Moraes está pronto para conquistar novamente o coração do público, trazendo a verdadeira essência do sertanejo e country em tempo real. Prepare-se para se emocionar com a volta triunfante deste talentoso artista que, mais do que nunca, está determinado a compartilhar sua paixão pela música.

Continue lendo

Música

Cantora Betiane lança o single “Eu Estou Aqui” pela Maximus Records

Publicado

em

De

A cantora Betiane lançou recentemente o single “Eu Estou Aqui”. A música já está disponível em todas as plataformas digitais e promete tocar os corações com sua mensagem de fé. Inspirado na passagem bíblica de Josué 1.9, a música também ganhou uma versão audiovisual que está disponível no canal oficial da Maximus Records e pode ser conferida por meio do link a seguir: https://www.youtube.com/watch?v=WPHF2jB6Umw

A composição de “Eu Estou Aqui” é de autoria de Silvan Oliveira e tem como mensagem central um texto bíblico bastante usado na hora de encorajar vidas a não desistirem da fé. “Não fui eu que ordenei a você? Seja forte e corajoso! Não se apavore nem desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar”.

A canção reflete sobre os momentos de medo, insegurança e dúvida que todos enfrentamos em nossas vidas, assim como Josué após a morte de Moisés. Betiane comenta: “Quem nunca se sentiu pequeno e com medo diante das batalhas da vida? Inseguro e quase sem estratégias para enfrentar os desafios propostos?”, questiona.

Injeção de ânimo para quem ouvir

Com uma mensagem profundamente edificante, “Eu Estou Aqui” é uma verdadeira injeção de ânimo para aqueles que enfrentam adversidades e desafios. A canção destaca a promessa divina de que Deus nunca nos deixará nem nos abandonará, independentemente das circunstâncias que enfrentamos.

Betiane compartilha sua conexão pessoal com a mensagem da música. “Ter a certeza da presença de Deus é inexplicável, e isso independe das circunstâncias que nos cercam. A música é uma conexão entre eu e Ele. Quando recebi essa canção, foi exatamente assim, Deus me reanimando, uma forma de me dizer ‘Eu estou contigo’. Sei que Ele jamais abandona os seus”, explica. Aproveite e ouça o single no Spotify: https://open.spotify.com/intl-pt/track/23aPfnbfv4qF93rZHieM4T?si=SdDz0cL4Tfi4wDG2cAWRFQ&nd=1&dlsi=7c70c06ddaa643bc

Pentecostal como estilo musical

Com um estilo musical pentecostal clássico, “Eu Estou Aqui” possui uma melodia forte, além da composição que comunica profundamente com a mensagem de fé e esperança. Betiane ainda ressalta o seu desejo para o impacto positivo que espera alcançar com o single. “Oro para que essa canção possa alcançar e abençoar outras vidas, reanimando e renovando a fé das pessoas através desta mensagem profética. Deus está contigo”, profetiza.

Se você se sente desanimado, e acha que sua fé está sendo abalada pelas circunstâncias, não perca a oportunidade de ser inspirado e edificado pela poderosa mensagem de “Eu Estou Aqui”, o novo single de Betiane, disponível em todas as plataformas digitais.

Conheça a cantora Betiane

Betiane Alves, nascida e criada em uma família cristã, iniciou sua carreira aos 4 anos após sobreviver a um grave acidente de carro que quase ceifou a sua vida, onde os médicos a desenganaram. Apesar disso, Deus lhe devolveu a vida sem nenhuma sequela. Desenvolveu seu ministério por meio de cultos domésticos e cantando na Assembleia de Deus Madureira, onde congregava com a sua família.

Chegou a participar de diversos congressos e eventos da sua região. Ainda na adolescência, mudou-se para São Paulo em busca de oportunidades para o crescimento da sua carreira musical. Seguiu se apresentando nas igrejas e participando de vários concursos musicais, em especial o programa de calouros Raul Gil, na época exibido na Rede Record.

Com três CDs gravados, mais de 40 músicas lançadas e mais de 20 milhões de visualizações no YouTube, a cantora cristã continua a impactar vidas através de sua música e mensagem de fé.

Confira o videoclipe do single “Eu Estou Aqui”:

Ouça o single “Eu Estou Aqui” no Spotify:

Acompanhe o ministério da cantora Betiane no Instagram:

https://www.instagram.com/betianeoficial/

Fique por dentro dos próximos lançamentos da Maximus Records

https://www.instagram.com/maximusrecordsoficial/

Continue lendo

Música

Thiago Augustho lança o single “Lágrimas” com participação da Banda Discopraise

Publicado

em

De

O cantor Thiago Augustho lançou nesta terça-feira, 23, pela gravadora Futura Music, o single “Lágrimas”, com a ilustre participação do cantor Clayton O’Lee, vocalista da banda Discopraise. Conhecido por suas composições impactantes na cena cristã, além de mensagens profundas, Thiago Augustho agora apresenta sua nova canção que promete tocar corações e inspirar vidas. A música já pode ser conferida em todos os aplicativos de música por meio do link a seguir: https://onerpm.link/ThiagoAugustho-Discopraise_Lagrimas

O single “Lágrimas” é uma composição de Mathaus Mattos, com participação de André Quelhas, que traz à tona as intercorrências da vida cotidiana, as dores e aflições que enfrentamos diariamente.

Thiago Augustho destaca a essência da mensagem. “Fala sobre as dores e aflições que passamos dia a dia, e que Deus está sempre pronto a nos amar, a colher as nossas lágrimas, que Ele está sempre ao nosso lado para nos colocar de pé, que Ele é um Deus que não nos desampara e não desiste de nós”, coloca o artista cristão.

Alívio para os dias maus

Para Thiago Augustho, a canção representa um refúgio nos dias difíceis e uma lembrança do amor constante de Deus. “Nesta canção encontrei uma mensagem de alívio nos dias maus, senti Deus me tocar de uma forma especial nessa mensagem, e sei que isso será derramado nas vidas que a ouvirem.”

Ele espera que o single transmita esperança e encorajamento. “De que todos nós temos dias ruins, e às vezes até momentos que parecem não acabar, mas que Deus está provando a qualidade da nossa fé e caráter, Ele sempre está conosco nos dando força para caminhar mais uma milha e nos encorajando a prosseguir, a não desistir porque Ele não desiste de nós”, ressalta.

Participação mais que especial

uma sonoridade diferente do que o cantor tem apresentado, o single “Lágrimas” apresenta uma balada romântica acompanhada por guitarras clean, teclados e cordas, além de um cativante back vocal. A música conta com a colaboração de Clayton O’Lee, vocalista da banda Discopraise, trazendo uma combinação que reflete a essência da mensagem.

Vale ressaltar que Mathaus Mattos além de compositor, é o produtor musical e músico das linhas de teclado e bateria do single. Thiago Augustho ainda pontua que ele foi o responsável pela união do cantor com a banda Discopraise, visto que Mathaus é o baterista que acompanha as apresentações da Discopraise. “Foi daí que surgiu a ideia dele nos unir nessa canção”, coloca.

Sobre o cantor Thiago Augustho

Thiago Augustho completou recentemente 3 anos de carreira. O cantor já ultrapassou a marca de 700 mil streamings no Spotify, além de ter mais de 600 mil visualizações no YouTube. Todas suas canções lançadas são autorais e em uma delas conta com a participação de Alex Gonzaga.

Ouça o single “Lágrimas” de Thiago Augustho feat. Discopraise:

https://onerpm.link/ThiagoAugustho-Discopraise_Lagrimas

Acompanhe o trabalho do cantor Thiago Augustho

https://www.instagram.com/thiagoaugustho/

Fique por dentro dos próximos lançamentos da Futura Music:

https://www.instagram.com/futuramusicoficial/

Continue lendo

Música

Leo Frangioni lança single “Rosângela” em uma celebração da boemia

Publicado

em

De

Indicada para os amantes de boteco, cantor traz como referência Bezerra da Silva na composição

O cantor e compositor Leo Frangioni divulga o mais novo single “Rosângela” em um samba envolvente, narrando uma série de acontecimentos que se desenrolaram durante um isolamento entre amigos durante os primeiros momentos da pandemia, em 2020. Com sonoridade que celebra a boemia e a folia, ele captura a essência de uma roda de samba, cheia de instrumentos de cordas e percussão, além de conversas animadas e brindes.

Convidando os ouvintes a participarem, seja cantando, batendo palmas ou improvisando em cima da melodia, a ideia da faixa é retratar as interações comuns como histórias descritivas, conectadas por uma cadência harmônica clássica do samba.

O conceito do bar surge por ser um ponto de encontro entre o estilo musical e os contadores de histórias. A ideia ocorreu naturalmente porque, apesar de o samba estar em quase todos os cenários do país, o bar é onde ele aparece mais descontraído, acessível e miscigenado.

“O som de uma roda de samba esquentando é algo muito característico para a maioria dos brasileiros. Uma salada de instrumentos de cordas e percussão, conversa fiada, palmas fora do ritmo, coros desafinados. Essa é a sonoridade de ‘Rosângela’. O bar é o ambiente natural da música”, conta Leo.

O refrão, um verdadeiro alívio lírico, destaca a singularidade e a fugacidade desses momentos compartilhados. Já o nome “Rosângela” é mais uma peça no quebra-cabeça da composição, sem tirar a importância de outros elementos e expressões da letra.

“Eu poderia passar horas contando cada detalhes das histórias que se passam na letra, incluindo quem é a Rosângela e como ela foi parar no meio da música, mas o ponto de interesse não são os eventos em si e sim a forma como são retratados”, explica.

Levando em conta o período em que a música foi escrita, interações com o mundo externo na pandemia se tornaram fora do comum – algo que já voltou a ser banal com o fim do isolamento social. “Sendo assim, o charme da música está na entrega desses contos, na confusão desconexa, que não resolve em momento algum, mas, é abordada no refrão como ‘aquela história pra lá de estranha'”, completa Leo.

A faixa, indicada aos amantes de boteco, transmite uma sensação de diversão e imersão, narrando um momento entre pessoas que dançam e cantam, além das que apreciam a história contada ao som de uma roda de samba. “A música desperta a vontade de participar, mesmo para aqueles que não conhecem a letra”, diz.

A inspiração, para Leo, se dá quando ele busca materializar uma mistura de ritmo, harmonia e poesia que vem à sua mente. Suas faixas são resultado desse processo criativo que é, muitas vezes, guiado por referências e experiências pessoais. O artista traz como referência Bezerra da Silva, assim como o álbum “Espiral de Ilusão”, do Criolo.

Ouça nas plataformas

Continue lendo

Destaque