Conecte-se Conosco

Negócios

Palmas recebe especialistas em recuperação de empresas e gestão inteligente

Publicado

em

O CBIEGI reúne renomados especialistas em Palmas, promovendo debates sobre inovação empresarial e gestão inteligente, visando enriquecer a prática profissional.”

Palmas, março de 2024, O Congresso Brasileiro de Inovação Empresarial e Gestão Inteligente (CBIEGI), uma referência consolidada no setor jurídico e empresarial, está programado para ocorrer nos dias 7 e 8 de novembro de 2024, na cidade de Palmas, Tocantins. A organização do evento anunciou a reprogramação das datas, enfatizando que o adiamento é uma estratégia pensada para enriquecer o conteúdo oferecido e maximizar o valor experiencial para os participantes.

A edição de 2024 do CBIEGI promete ser um marco, destacando-se pela qualidade e diversidade dos palestrantes confirmados. O evento contará com a presença de figuras ilustres como o Ministro do Superior Tribunal de Justiça, Dr. Ricardo Vilas Boas Cueva, e o renomado Dr. Daniel Carnio Costa, o advogado e magistrado aposentado da 1ª Vara de Recuperação de Empresas e Falências de São Paulo. Além desses, o congresso reunirá especialistas de várias esferas, incluindo o Dr. Manoel Justino Filho, advogado parecerista e  desembargador aposentado do Tribunal de Justiça de São Paulo, o promotor de justiça do Rio de Janeiro, Dr. Leonardo Araújo Marques, o Dr. Marcello do Amaral Perino, juíz da 1ª  Vara  Regional de Competência Empresarial Empresarial e de Conflitos Relacionados à Arbitragem (1ª RAJ) de São Paulo, a terapeuta quântica Sra. Jacqueline Vieira, e a juíza auxiliar da 3ª Vice-Presidência do TJRJ, Dra. Maria da Penha Nobre, reforçando a multidisciplinaridade e a relevância do evento.

A Dra. Jéssica Farias, advogada, administradora judicial e mentora do CBIEGI, compartilhou suas expectativas em relação ao evento, ressaltando a meticulosa preparação em curso. “Ajustamos o cronograma do CBIEGI para garantir que o nosso evento atenda às expectativas de todos os participantes, trazendo especialistas de renome e abordagens inovadoras sobre insolvência empresarial e gestão inteligente”, declarou. Ela enfatizou a importância do congresso como uma plataforma essencial para o intercâmbio de ideias, soluções e tendências, contribuindo significativamente para o desenvolvimento profissional e institucional dos envolvidos.

Além das figuras já mencionadas, o evento será enriquecido com a presença de outros profissionais influentes como o Sr. Marco Farias, empresário e consultor estratégico, a advogada Dra. Tereza Gavinho, a Sra. Cionne Garcia, consultora de imagem e o Dr. Marden Tortorelli. O congresso também destacará inovações e práticas contemporâneas em sessões interativas, workshops e painéis de discussão.

O CBIEGI não se limita apenas à partilha de conhecimento técnico; ele também oferece uma plataforma única para networking, com atividades planejadas como um Stand Up Corporativo liderado pelo Sr. Jairo Martiniano e uma palestra especial com Sr. Adriano Gatto sobre “Networking: A Arte das Conexões Inteligentes”. Esses elementos são projetados para fomentar o intercâmbio de ideias e experiências, ampliando as perspectivas profissionais e pessoais dos participantes.

Esta edição do CBIEGI está se configurando para ser uma experiência inesquecível, unindo líderes e especialistas de várias áreas para debater, discutir e desenhar o futuro das empresas no Brasil. A expectativa é que o evento transcenda as edições anteriores, oferecendo insights profundos, conexões valiosas e aprendizados práticos aplicáveis ao mundo empresarial e jurídico.

Continue lendo

Negócios

Cerimônia de posse da nova diretoria do Sitsesp aponta futuro promissor para a socioeducação em São Paulo

Publicado

em

De

Chapa 2 vence a eleição com 58,13% dos votos e Neemias Souza assume a presidência do sindicato

A solenidade de posse da nova diretoria do Sindicato da Socioeducação de São Paulo (SITSESP) aconteceu em 12 de abril, às 10 horas, na Rua Tamandaré, nº 348, na região da Liberdade, em São Paulo, a nova diretoria do Sindicato da Socioeducação de SP, composta por 29 membros, incluindo Neemias Souza, que assume a presidência, liderando uma equipe comprometida com a defesa dos direitos e interesses dos trabalhadores do setor, celebraram o início de um novo ciclo.

A Chapa 2 triunfou nas eleições para a nova diretoria do sindicato, conquistando uma expressiva margem de 58,13% dos votos. Essa vitória representa um marco histórico para o sindicato, uma vez que foi alcançada após árduo empenho e perseverança diante da gestão anterior.

A lista completa dos membros da nova diretoria pode ser encontrada no site oficial da chapa, disponível em https://www.souchapa2.com.br/. O presidente da nova gestão, Neemias Souza, é um trabalhador dedicado, líder sindical e defensor incansável dos direitos dos trabalhadores. Nascido na Bahia, casado e pai de três filhos, possui uma trajetória profissional de 23 anos na Fundação Casa, na qual se tornou uma figura proeminente na área da socioeducação. Ao longo desse período, enfrentou desafios, alcançou conquistas e adquiriu valiosas experiências que moldaram sua visão de mundo e sua atuação em prol do coletivo.

Uma experiência marcante em sua carreira foi testemunhar a demissão de mais de mil colegas de trabalho. Neemias não hesitou em mobilizar seus companheiros para lutar por seus direitos, revertendo a situação por meio de protestos, articulação política e esforço coletivo. Em 2019, ele foi eleito pelos membros do sindicato para a presidência, apesar dos questionamentos sobre sua legitimidade e uma decisão judicial controversa que interrompeu seu mandato. No entanto, Neemias manteve sua confiança na justiça e reafirmou seu compromisso com a defesa dos direitos dos trabalhadores. Diante dos atuais desafios, como a ameaça de privatização da Fundação Casa por meio de Parcerias Público-Privadas (PPP), Neemias se colocou novamente à disposição da categoria para liderar e representar os interesses dos trabalhadores com determinação.

A solenidade de posse da nova diretoria do SITSESP constituiu uma ocasião ímpar para comemorar o horizonte auspicioso que aguarda o sindicato, sob a liderança de uma nova gestão plenamente comprometida com a salvaguarda dos direitos trabalhistas no âmbito da socioeducação em São Paulo. Este é um momento singular de celebração para a categoria, reafirmando, de maneira enfática, o comprometimento inabalável com a defesa dos direitos dos trabalhadores do setor.

Continue lendo

Negócios

Essas quatro startups vão faturar mais de 100 milhões em 2024 e estão lançando tendências

Publicado

em

De

Conheça o Aplicativo de Delivery Giross, a plataforma de passagens Buser e mais

O ecossistema de startups brasileiras está em plena efervescência, revelando um cenário de crescimento e inovação sem precedentes. Em uma economia em ascensão que valoriza o empreendedorismo tecnológico, acompanhar o surgimento dessas startups é essencial para compreender as tendências e o futuro dos negócios no Brasil. Essas iniciativas emergentes estão liderando uma revolução em diversos setores, desde a saúde até a educação, passando pelos serviços financeiros e pela inteligência artificial.

Para o ano de 2024, a projeção é que muitas dessas empresas estejam não apenas na vanguarda da inovação, mas também alcancem um desempenho econômico excepcional. A atual conjuntura demonstra que o esforço, a criatividade e os investimentos dedicados estão se convertendo em resultados tangíveis. As startups prometem ser uma das principais forças propulsoras da economia, e analisá-las oferece insights valiosos sobre a evolução dos negócios no país. Confira:

1. Buser (@buser)

A Buser, plataforma de passagens de ônibus, espera crescer seu faturamento em 30% no próximo ano, além de expandir sua atuação com entrada no mercado de linhas regulares. A empresa, que teve receita estável e registrou de julho a dezembro deste ano seu primeiro fluxo de caixa positivo, de 10 milhões de reais.

Para 2024, a empresa pediu à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) autorização para operar “dezenas de linhas” regulares por meio da Vila Adyana Transportes de Passageiros, empresa de transporte rodoviário criada pela Buser. O mercado de transporte rodoviário de passageiros no Brasil movimenta anualmente cerca de 30 bilhões de reais por ano, de acordo com a Associação Brasileira de Mobilidade e Tecnologia (Amobitec), que além da Buser reúne plataformas de aplicativos como Flixbus, 99 e Uber.

2. Giross (@girossapp)

A Giross é uma startup brasileira que atingiu R$ 100 milhões de valuation sem investimentos de terceiros. Fundada pelo baiano Filipe Martins, de 29 anos, a companhia atende empresas como Drogasil, Petz, Arezzo, Subway e mais, além de marcar presença em 320 cidades no Brasil, sendo, ainda, internacional, atuando também em Portugal.

São mais de 62 mil entregadores cadastrados. Com faturamento de R$ 17 milhões em 2023, a marca pretende chegar a R$ 45 milhões em 2024. O acúmulo de 170 mil corridas por mês se une ao diferencial de garantir seguros para as marcas parcerias e para os entregadores. O faturamento mensal passou de R$ 600 mil, em média, para cerca de R$ 1,7 milhão.

Tudo isso sem empréstimos de banco ou aportes de investidores-anjo ou de fundos de investimento. É o que o mercado chama de bootstrapping. Atualmente, a startup de Martins é uma das três companhias do ramo com maior abrangência no Brasil, competindo com Uber, Loggi e Lalamove.

3. Minha Quitandinha (@minhaquitandinhabr)

Atuando no modelo de franquias de minimercado autônomo, a Minha Quitandinha, startup de tecnologia em varejo, planeja abrir 225 unidades em 2024 e projeta um faturamento de R$ 38 milhões, com uma margem de crescimento de 127,5%. A franquia também tem planos de internacionalizar a marca, com foco no mercado norte-americano.

Em 2023, a Minha Quitandinha registrou um faturamento de R$ 18 milhões, com mais de 200 lojas implantadas em 21 estados brasileiros. Para este ano, os planos são dobrar esse resultado. A marca também investe no aprimoramento de ferramentas e tecnologias para fortalecer sua presença no setor de minimercados autônomos. Para isso, a franquia está preparando atualizações de seus softwares próprios, com a intenção de elevar o atendimento aos franqueados da marca e consumidores.

4. Strides (@stridestechcommunity)

Criada com o objetivo de capacitar profissionais de tecnologia para cargos de liderança, a Strides Tech Community completou o seu primeiro ano de atuação com conquistas importantes que já preparam o negócio para a sua próxima fase de expansão. A edtech já atingiu o break even e prevê superar os R$ 10 milhões em faturamento em 2024, mantendo a operação no bootstrap, ou seja, sem abrir captação para investidores neste momento.

A proposta da Strides não é ser uma empresa de cursos. A startup opera no modelo B2B e B2C oferecendo ferramentas educacionais que ajudem líderes e novos líderes da área de tecnologia a seniorizar suas carreiras. Para isso, a companhia criou um método de aprendizagem contínua e 100% prática a partir de mentorias, cases reais, imersões de conteúdo, benchmarkings e networking, no qual os profissionais podem interagir, trocar experiências com a comunidade e, assim, aprender com altos executivos de empresas referência no mercado como Amazon, Nubank, Spotify, Meta e Mercado Livre.

(Foto de capa: Divulgação/ Filipe Martins CEO GIROSS)

Continue lendo

Negócios

Fazer a Declaração Anual de Renda deve ser prioridade do microempreendedor individual, entenda o porquê

Publicado

em

De

  • O MEI Federal se destaca como uma plataforma de suporte e orientação essencial para os microempreendedores individuais (MEIs) que enfrentam desafios com a parte burocrática. Com recursos abrangentes e orientações práticas, o site oferece assistência personalizada para auxiliar os MEIs a compreender e cumprir suas obrigações fiscais de forma eficiente e correta, em especial a Declaração Anual de Renda

O regime tributário simplificado do MEI, instituído há mais de uma década, revolucionou o cenário empreendedor brasileiro, proporcionando a formalização de milhões de pequenos negócios em todo o país. Com uma carga tributária reduzida e uma série de benefícios previdenciários, o MEI se tornou uma opção atraente para empreendedores que buscam iniciar suas atividades de forma legal e simplificada.

Com a chegada do período de prestação de contas ao fisco, os microempreendedores individuais (MEIs) se deparam com a necessidade de cumprir duas obrigações fiscais distintas: a Declaração Anual de Renda e, caso se enquadre, a Declaração de Imposto de Renda. Embora possa parecer redundante, ambas as declarações são exigidas pela Receita Federal e possuem finalidades específicas.

A Declaração Anual do MEI, também conhecida como DASN-SIMEI, é uma obrigação fiscal anual exclusiva para os MEIs. Seu objetivo é informar à Receita Federal o faturamento bruto da empresa no ano anterior, bem como se houve contratação de funcionários no período. Esta declaração, que é fundamental para manter a regularidade do negócio e evitar problemas com o fisco, deve ser feita até dia 31 de maio do ano subsequente ao dos fatos geradores dos tributos previstos por lei. 

Para facilitar o processo de Declaração Anual de Renda, os microempreendedores individuais podem contar com o suporte da plataforma MEI Federal. Primeiramente, acesse o site e selecione “Declaração Anual”.

Uma vez feito isso, poderá preencher o formulário de forma online.. É importante ter em mãos todas as informações relevantes, como o faturamento bruto do ano anterior e eventuais contratações de funcionários. Depois do preenchimento correto dos dados, o MEI poderá enviar sua Declaração Anual diretamente pela plataforma, garantindo assim sua conformidade com as exigências fiscais e evitando problemas com o fisco.

A Declaração Anual para MEI, como mencionado anteriormente, tem como objetivo informar à Receita Federal o faturamento bruto da empresa no ano anterior, além de eventuais contratações de funcionários. Este processo é exclusivo e obrigatório para microempreendedores individuais e tem como finalidade principal manter a regularidade do negócio.

Já o Imposto de Renda é uma obrigação fiscal que todos os cidadãos brasileiros devem cumprir anualmente. Esta declaração envolve informar à Receita Federal todos os rendimentos obtidos no ano anterior, bem como eventuais deduções e despesas dedutíveis. O objetivo do Imposto de Renda é calcular o valor devido ao governo, considerando a renda e as despesas do contribuinte ao longo do ano.

Diante disso, após já terem cumprido com a Declaração Anual de Renda, os MEIs só precisam realizar a Declaração de Imposto de Renda, caso se enquadrem nas condições estabelecidas pela Receita Federal, como se o proprietário do MEI passar o limite permitido por lei. Esta declaração envolve informar à Receita, como pessoa física, todos os rendimentos obtidos no ano anterior, bem como eventuais deduções e despesas dedutíveis. 

Portanto, mesmo já tendo feito a Declaração Anual de Renda, os microempreendedores individuais devem ficar atentos à obrigatoriedade de realizar também a Declaração de Imposto de Renda como pessoa física, garantindo assim sua conformidade com as exigências fiscais e evitando problemas com a justiça fiscal. 

Declaração Anual do MEI: https://imeifederal.com.br/formulario/declaracao-anual

MEI Federal: https://imeifederal.com.br

Continue lendo

Destaque