Conecte-se Conosco

Cultura

A Operação Lava Jato foi… Brasil um mundo em corrupção.

Publicado

em

A Operação Lava Jato foi…

 

A Operação Lava Jato foi um conjunto de investigações, algumas controversas, realizadas pela Polícia Federal do Brasil (PF), que cumpriu mais de mil mandados de busca e apreensão, de prisão temporária, de prisão preventiva e de condução coercitiva, visando apurar um esquema de lavagem de dinheiro que movimentou bilhões de reais em propina, denominado Petrolão.

A operação teve início em 17 de março de 2014 e conta com 80 fases operacionais autorizadas, entre outros, pelo então juiz Sergio Moro, durante as quais prenderam-se e condenaram-se mais de cem pessoas; tendo seu término em 1.º de fevereiro de 2021. O nome da operação deve-se ao uso de um posto de combustíveis para movimentar valores de origem ilícita, investigado na primeira fase da operação, na qual o doleiro Alberto Youssef foi preso.

A Lava Jato investigou crimes de corrupção ativa e passivagestão fraudulenta, lavagem de dinheiro, organização criminosaobstrução da justiçaoperação fraudulenta de câmbio e recebimento de vantagem indevida. Foi apontada como uma das causas da crise político-econômica de 2014 no país.

De acordo com investigações e delações premiadas, estavam envolvidos em corrupção membros administrativos da empresa estatal Petrobras, políticos dos maiores partidos do Brasil, incluindo presidentes da República, presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal e governadores de estados, além de empresários de grandes empresas brasileiras.

A Polícia Federal considera-a a maior investigação de corrupção da história do país. A operação também é considerada responsável pela destruição de milhões de empregos no Brasil.

Ao longo de seus desdobramentos, entre outras pessoas relevantes que acabaram sendo presas pela operação, incluem-se o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral e o seu sucessor Luiz Fernando Pezão, ainda durante o mandato, o ex-senador Delcídio do Amaral, o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, os ex-ministros da Fazenda Antonio Palocci e Guido Mantega, o publicitário João Santana, o ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu, o empresário Eike Batista e, em abril de 2018, o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. Ao final de dezembro de 2016, a Operação Lava Jato obteve um acordo de leniência com a empreiteira Odebrecht, que proporcionou o maior ressarcimento da história mundial, mas por outro lado causou graves danos à ordem econômica brasileira.

O acordo previu o depoimento de 78 executivos da empreiteira, gerando 83 inquéritos no STF, e de que o ministro do tribunal Edson Fachin retirou o sigilo em abril de 2017. Novas investigações surgiram no exterior a partir destes depoimentos em dezenas de países, dentre eles CubaEl SalvadorEquador e Panamá.

Em fevereiro de 2021, a operação de combate à corrupção terminou, após quase sete anos de ação.

 

Terminou…

A corrupção venceuuu

 

 

Em 8 de março de 2021, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), reconheceu o que a defesa do ex-presidente argumentava desde o início: Sergio Moro não tinha competência para julgar as ações da Lava Jato…

 

E o povo paga a conta no final..  a corrupção … vive na miséria …. com altíssimas taxas de impostos.

Esse é o nosso Brasil.

 

Podemos viver um  País  assim…

 

Continue lendo
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

Pedagoga mineira Vanessa Lozito supera desafios de saúde e inspira outros a encontrarem o caminho para o bem-estar

Publicado

em

De

Vanessa Lozito, pedagoga de coração e mineira de origem, tem sua vida marcada por uma história repleta de superações e dedicação ao próximo, Casada, Mãe de 2 Filhos. Aos 42 anos, ela compartilha sua história de luta contra a Síndrome do Intestino Irritável (SII) e sua determinação em ajudar aqueles que enfrentam desafios semelhantes.

Desde sua juventude, Vanessa sempre teve a vocação de ensinar e ajudar os outros. Sua formação em Pedagogia a levou a compreender a importância do compartilhamento do conhecimento e o impacto positivo que pode ter na vida das pessoas.

https://www.instagram.com/vanessalozito

Apesar dos desafios emocionais e de saúde que enfrentou ao longo de sua jornada, incluindo a perda de sua mãe para o câncer e um bebê em gestação, Vanessa encontrou na educação e na saúde seu propósito de vida. Ao lidar com a SII, uma condição desafiadora e sem cura, ela descobriu que a verdadeira vitória está em compreender seus gatilhos e fazer as mudanças necessárias para uma vida mais equilibrada.

Com apoio médico e determinação, Vanessa conseguiu controlar os sintomas da SII e descobriu novas formas de alimentação que contribuem para seu bem-estar. Sua missão agora é compartilhar os sete passos que a ajudaram a transformar sua vida, oferecendo apoio e inspiração àqueles que buscam uma vida mais plena, mesmo diante de desafios de saúde.

Para Vanessa, a chave para uma vida saudável está no poder da decisão e no compromisso consigo mesmo. Sua experiência como educadora e sua jornada pessoal a levaram a dedicar-se a ajudar outros a encontrarem seu caminho para o bem-estar e uma vida mais saudável.

Ao compartilhar sua experiência com a SII, Vanessa espera conscientizar mais pessoas sobre essa condição e mostrar que é possível lidar com ela de forma prática e alcançável, com o apoio médico adequado e o diagnóstico correto.

https://www.facebook.com/VanessaLozito.SindromedoIntestinoIrritavel

Sua mensagem é clara: a saúde é uma questão séria e o cuidado com ela depende do compromisso individual. Vanessa Lozito inspira com sua história de superação e sua dedicação em ajudar outros a encontrarem o caminho para uma vida mais saudável e feliz.

Continue lendo

Cultura

ONG voltada à educação cidadã, Viven lança versão impressa do seu guia para educação antirracista

Publicado

em

De

Como promover a educação antirracista na prática? Para auxiliar professores de Ensino Fundamental e Médio de todo o Brasil com essa resposta, a Viven, organização dedicada à promoção da educação cidadã, lança dia 18 de abril a versão impressa do seu Guia Sankofa Ananse – nome que faz referência a elementos gráficos desenvolvidos na África Ocidental. Sankofa ensina que é importante a compreensão de nossas raízes e Ananse é considerado o deus da sabedoria, da astúcia e das histórias.

O Guia de Letramento Racial Para Educadores reúne verbetes, referências e fontes para aprofundar os estudos sobre o tema do racismo no contexto brasileiro, além de elementos para incentivar diálogos em torno da temática racial. Com linguagem acessível, o material pode ser utilizado em diversas situações, seja em sala de aula, como fonte de pesquisa ou para consulta em biblioteca e solução de dúvidas.

Além do Guia, a Viven contribui com a discussão sobre a temática racial por meio de outras atividades. “Dentro da nossa atuação em escolas, um dos temas que trabalhamos é a equidade racial. Com nossa trilha formativa, contribuímos com as redes comprometidas a estruturarem sua atuação de acordo com a Lei 10.639, que estabelece a obrigatoriedade do ensino de História e Cultura Afro-Brasileira no Brasil”, conta Lina Wurzmann, fundadora e presidente da organização.

A versão impressa do Guia será distribuída aos parceiros da organização, mas todos poderão ter acesso ao material digitalmente por meio do site da Viven. Para isso, basta ir em ‘publicações e relatórios’ e baixar o Guia.

Para marcar o lançamento do Guia Imprenso, a Viven realizará live dia 18 de abril, às 19h, em seu canal no YouTube @vivenbr. Participarão Luana Tolentino – escritora com foco na questão racial e doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFMG, dedicada à formação Inicial e Continuada de Professores -, Tayná Mesquita – socióloga, doutoranda em Ciências Sociais pela UNICAMP, defensora de direitos humanos, especialista em justiça racial, justiça de gênero, e movimentos sociais contemporâneos – e Matheus Henrique, Coordenador da Trilha de Equidade Racial da Viven e mestrando em Sociologia pela USP.

SOBRE A VIVEN

A Viven é uma organização sem fins lucrativos que tem como missão promover a educação cidadã por meio de vivências realizadas em escolas públicas e particulares de todo o Brasil.

A ONG já implementou sua metodologia em 372 escolas de 137 cidades do País e conta mais de 219 mil participações de estudantes nas vivências que desenvolve. Atualmente, 17 redes de ensino espalhadas pelas cinco regiões do Brasil são parceiras da Viven e adotam suas vivências e atividades formativas que proporcionam reflexões profundas, a partir de jogos, dinâmicas e metodologias ativas, baseadas no sentir para transformar.

Saiba mais em https://www.viven.org.br ou em @viven.org.br nas redes sociais.

Continue lendo

Cultura

Série em Podcast para Mulheres Cristãs no Spotify orienta na Jornada da Autoestima e do senso de Merecimento

Publicado

em

De

Um podcast no Spotify está ganhando destaque ao guiar mulheres cristãs em uma jornada de crescimento espiritual e posicionamento de fé baseado em uma “honra pura sem misturas” para viver seu chamado. Com foco em orações guiadas e reflexões bíblicas, a nova série oferece um ambiente acolhedor para fortalecer a fé e promover cura e libertação.

Com uma abordagem simples, prática e direta ao ponto, que já transformou a vida de milhares de mulheres que fazem parte da comunidade REALEZA e as suas famílias, as orações guiadas no Spotify lideradas por Nath Rezende estão conquistando corações e mentes em 30 países, ficando entre os 17 podcasts mais ouvidos no Brasil em 2023.

Idealizado e liderado por Nath Rezende, criadora do curso REALEZA para mulheres cristãs bem posicionadas e fundadora da ESCOLA REALEZA para líderes cristãs em todo o mundo que já atuam ou desejam atuar com Cura e Libertação, a série de podcasts visa oferecer ensinos enriquecedores para mulheres cristãs aprenderem a se posicionar com confiança e leveza frente aos desafios da vida moderna, dentro e fora de casa. Nath, uma carioca que se mudou para São Paulo para viver o chamado, traz sua experiência como conselheira de cura e libertação no Ministério SILC da Pastora Tânia Tereza e como ministrante no Brasil, e em outros países, como EUA, Escócia, Portugal e França.

A série de podcast tem como objetivo oferecer um espaço de acolhimento e orientação espiritual para mulheres cristãs, abordando temas como honra puramente bíblica, libertação e cura. As orações guiadas proporcionam momentos de reflexão e fortalecimento da fé, ajudando as ouvintes a enfrentarem os desafios da vida com confiança e perseverança – e de olhos bem abertos para falsos ensinos.

À medida que a busca por ensinos bíblicos de cura e libertação e bem-estar emocional continua a crescer, a série de podcast liderada por Nath Rezende surge como uma fonte confiável de orientação e apoio para mulheres cristãs em sua jornada de restauração da sua verdadeira identidade e propósito. A série é aberta para todas as mulheres que desejam descobrir o poder transformador da fé cristã em ação.

Para participar da série de podcast, entre agora no grupo gratuitamente: https://realeza.orbitpages.online/entrenogrupo

Continue lendo

Destaque